Twitter

CUT BA > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > “TRABALHADOR NÃO PODE PERDER. A LUTA É PRA AMPLIAR OS DIREITOS”, DIZ CEDRO SILVA, PRESIDENTE DA CUT

“Trabalhador não pode perder. A luta é pra ampliar os direitos”, diz Cedro Silva, presidente da CUT

02/03/2015

CUT quer arevogação das Medidas Provisórias 664 e 665 que alteram as regras de benefícios importantes para os trabalhadores como

Escrito por: Thais Tosta

Em protesto contra as Medidas Provisórias adotadas pelo Governo Federal que alteram as regras do seguro desemprego e passam a valer a partir de hoje (02/03), a Central Única dos Trabalhadores da Bahia, em parceria com as demais centrais baianas (CTB, UGT , Força Sindical e Nova Central), foram às ruas em Salvador. 
 
A manifestação que foi realizada em frente a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (STRE), na Av. Sete de Setembro, após uma mobilização na Praça da Piedade, e reuniu lideranças sindicais de diversas categorias.  O pleito é pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 que alteram as regras de benefícios importantes para os trabalhadores como; pensão por morte, seguro desemprego, auxilio doença e auxilio reclusão. “Foram mais de 30 anos para estes direitos serem conquistados. Precisamos chamar a atenção dos trabalhadores para juntarem-se a nós e lutar contra estas medidas restritivas que prejudicam os trabalhadores assalariados e compromete a economia e consequentemente a geração de emprego e renda no nosso país”, explicou o presidente da CUT-BA, Cedro Silva.
 
Dia 13: Salvador mobilizada em defesa dos direitos da classe trabalhadora
 
Durante o ato, o presidente da CUT-BA convocou os trabalhadores para mais um grande ato que faz parte da jornada de lutas “ Em Defesa da Petrobras, da reforma política e dos direitos trabalhistas” que acontecerá na próxima sexta-feira, 13 de março.  A atividade é nacional e a previsão é que mais de 5 mil pessoas compareçam só na capital baiana. 
 
Entenda o caso:
 
No dia 30 de dezembro a Presidente da República editou as Medidas Provisórias nº 664 e 665, que, entre outros assuntos, determinam novas regras para acesso a benefícios previdenciários como, por exemplo, Abono Salarial, Seguro Desemprego e Auxílio Doença. Confira abaixo alguns pontos das duas MPs:
 
Veja algumas das mudanças das Medidas 664 e 665
 
Abono salarial
 
Antes
Quem trabalhava um mês durante o ano – e recebia até dois salários mínimos – tinha direito a um salário mínimo como abono;
 
Agora
Carência de seis meses de trabalho ininterruptos e o pagamento passa a ser proporcional ao tempo trabalhador;
 
 Seguro Desemprego
 
Antes
Carência de seis meses de trabalho;
 
Agora
Carência de 18 meses na primeira solicitação; 12 meses na segunda e seis meses a partir da terceira;
 
Auxílio Doença
 
Antes
O benefício era de 91% do salário do segurado, limitado ao teto do INSS. Além disso, as empresas arcavam com o custo de 15 dias de salário antes do INSS;
 
Agora
O teto é a média das últimas 12 contribuições e as empresas arcam com o custo de 30 dias de salário antes do INSS.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
30 anos de Políticas para Mulheres na CUT
30 anos de Políticas para Mulheres na CUT

CUT lança um vídeo em que as mulheres contam a história

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DA BAHIA
Rua da Independência, 16 | Nazaré | CEP 40040-340 | Salvador | BA
Fone: (55 71) 3322.9908 / 3321.9473| www.cutbahia.org.br | e-mail: sgcutba@gmail.com